Métodos de tratamento para celulite, modo de alimentação adequada, uso de cremes e remedios como tratamento para celulite ou para combater e ajudar a tratar a celulite. Melhorar o aspecto da celulite com a ajuda de exercícios físicos.


segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Quais as causas da celulite

A ocorrência de celulite parece ser atribuível a alterações estruturais, inflamatórias, morfológicas e bioquímicas no tecido subcutâneo. Há evidências de que as hormonas influenciam a formação da celulite. O estrogênio estimula a lipogênese e inibe a lipólise, resultando em hipertrofia dos adipócitos. Este mecanismo pode explicar parcialmente a maior prevalência desta condição em mulheres, quando comparadas com os homens. Outra evidência da influência hormonal sobre a celulite é a sua presença na maioria das mulheres, o seu aparecimento habitual na puberdade, e sua exacerbação durante a gravidez, amamentação, menstruação e sua conexão com o uso de anticoncepcional oral.
Existem evidências de que as deficiências de drenagem linfática e microcirculação estão associadas com o desenvolvimento da celulite. Nas áreas em que a circulação e drenagem linfática são diminuídas, tais como as nádegas e coxas, já que estas estão mais predispostas para o aumento de microedema dentro das camadas de gordura subcutânea, levam a acentuação de irregularidades da pele. Alterações pós-inflamatórias, genéticas, ganho de peso e estilo de vida também podem ser fatores contribuintes para o desenvolvimento da celulite.

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Entendendo a celulite

Celulite é caracterizada por pele com covinhas ou enrugada nas nádegas e na parte posterior e lateral das coxas.
A celulite também tem sido descrita como sendo semelhante a uma casca de laranja, queijo cottage, ou como tendo aparência tipo colchão. Os estudos publicados sugerem que aproximadamente 85% das mulheres pós adolescência têm algum grau de celulite. Nos homens, esta condição é muito rara, como resultado de diferenças no tecido conjuntivo. Celulite parece ser o resultado de depósitos adiposos localizados e edema dentro do tecido subcutâneo. Nas mulheres, faixas de tecido conjuntivo são orientados longitudinalmente, da fáscia profunda da derme. Estas bandas são os septos fibrosos que segregam gordura em canais. Quando a camada de gordura se expande, vê-se superficialmente, criando uma aparência enrugada da pele. O padrão de entrecruzamento do tecido conjuntivo nas coxas e nas nádegas do homem, que mantém a camada de gordura, impede a projeção de tecido adiposo para a superfície da pele. 
Recentemente, Hexsel et al. publicou um estudo sobre as lesões deprimidas de celulite. Os resultados da análise de ressonância magnética mostraram que as depressões de celulite nas nádegas foram significativamente associadas com a presença de septos fibrosos de espessura subjacente. Verificou-se que todos os septos fibrosos nas áreas examinadas foram perpendiculares à superfície da pele e a maioria deles eram ramificados.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

A importância da celulite na sociedade

Quase todas as mulheres têm ou acreditam que têm celulite. Como é mais comum expor o corpo em certas culturas e em países ensolarados como o Brasil, a celulite é de grande preocupação para muitas mulheres e também representa um problema de grande impacto social.
Na cultura globalizada de hoje, bem-estar físico, incluindo o cuidado com a aparência, é altamente valorizado. Deste ponto de vista, é muito importante avaliar o impacto na qualidade de vida de tais problemas estéticos como celulite, rugas e envelhecimento.
O facto de que estes têm um impacto sobre a qualidade de vida é indiretamente mostrado pelo crescente interesse na investigação e tratamento destes problemas, que até recentemente eram considerados de menor importância. Novos estudos envolvendo qualidade de vida irão beneficiar todos aqueles que sofrem, em maior ou menor grau, a partir destes problemas, e será de grande valia para avaliar a necessidade de novas pesquisas científicas para o tratamento destes problemas.
Sarwer et al. publicou uma revisão da literatura que incidiu sobre aspectos psicológicos e sócio-culturais, e sua relação com a aparência física e sua influência sobre a decisão de se submeter a tratamentos cosméticos. O estudo revelou que, em 37 diferentes culturas estudadas, homens e mulheres deram maior prioridade a atração sexual, na escolha de parceiros, do que a aspectos da personalidade, como a independência, estabilidade emocional e maturidade. 
Doenças dermatológicas e problemas cosméticos afetam significativamente a auto-estima. Como os sintomas são visíveis, os efeitos de desconforto e psicoemocionais são frequentemente mais graves do que as alterações físicas causadas pela condição. Assim, torna-se muito importante avaliar e quantificar os parâmetros emocionais e sociais nestas pessoa, a fim de compreender a perturbação que o problema provoca em várias atividades diárias. Isto irá facilitar a avaliação de seguimento e de tratamento, e por conseguinte permitir a melhoria da qualidade de vida dos pacientes. 
A grande importância dada à avaliação da qualidade de vida, em investigação clínica e assistência ao paciente tem levado ao desenvolvimento de questionários elaborados para a coleta de informações dos pacientes sobre o impacto da condição sobre suas vidas quotidianas. Este conhecimento permite que o profissional médico possa observar melhor como a celulite afeta os pacientes fisicamente, psicologicamente e socialmente, e facilita a avaliação dos efeitos sobre a vida dos pacientes.
No caso da celulite, as razões que levam o paciente a procurar tratamento são geralmente aspetos sociais e, por vezes, também emocionais. Estes podem incluir o embaraço causado pela celulite nas relações sociais, afetivas e sexuais, bem como a prevenção de atividades diárias normais, como visitar uma piscina ou ir à praia, praticar esportes, ou expor o corpo durante a intimidade.
Uma série de estudos que tratam de qualidade de vida que têm sido publicados, reconhecem o valor de questionários específicos para doenças dermatológicas, como a psoríase, acne, melasma, dermatite atópica, hiperidrose, e alopecia, entre outras. Estes estudos revelaram a existência de aspetos semelhantes relacionados à qualidade de vida em pacientes de vários países e apontam para o desconforto e o efeito psicoemocional sobre os pacientes.
No entanto, em geral, pouca pesquisa foi feita sobre os aspectos psicológicos, ambientais e sociais das doenças dermatológicas. Além disso, até ao momento, nenhum estudo sobre a qualidade de vida das pessoas atingidas pela celulite foi publicado.
Pacientes que sofrem de doenças de pele não devem ser tratados apenas pelo dano físico causado pela condição. A pele é o órgão mais externo e aparente, e contato com a pele contribui para a formação da estrutura e da personalidade de uma pessoa.

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Processo da formação da celulite

A celulite é uma palavra de origem latina cientificamente chamada hoje de lipodistrofia ginóide que significa inflamação do tecido celular foi descrita pela primeira vez na década de 1920. Ocorre geralmente em mulheres após a adolescência . Estudos revelam que cerca de 90% das mulheres têm celulite e que nem todas têm excesso de peso. Ela aparece geralmente nas coxas e nas nádegas. Isso acontece devido ao hormônio estrogênio que faz com que a mulher acumule mais gordura do que o homem, e à medida que a pele envelhece fica mais fina tornando a celulite mais evidente. Outras causas da celulite: hereditariedade falta de atividade física, cigarro, maus hábitos alimentares, alterações nos processos circulatórios. No estudo de Sandoval 2003 foi concluído que fatores mecânicos podem afetar a aparência da celulite, tais como: alterações ortostáticas, descalço e alterações da coluna lombar, como a hiperlordose.
Além disso, houve relato na literatura que, nas áreas onde a celulite foi evidente, a aparência da pele mudou em função da posição do membro inferior. Portanto os autores concluíram que a postura corporal tende a comprimir o tecido adiposo em áreas específicas, aumentando assim a aparência das depressões.
A celulite pode ser tratada, amenizada e prevenida por meio de uma alimentação saudável, prática de exercícios físicos, cuidados dermatológicos e cuidados estéticos Mesoterapia, Endermologia, Drenagem Linfática Manual, Ultra-sons, Electro-estimulação.

Saiba quais as causas da celulite.
Saiba como evitar a celulite.
Conheça artigos sobre alimentação anti celulite.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL